Programa De Olho na Cidade

Secretária de Saúde acredita no Mais Médicos, mas defende formação de profissionais brasileiros

Apesar de acreditar no êxito do Programa Mais Médicos, a secretária de saúde de Feira de Santana, Denise Mascarenhas, defende o incentivo à formação de novos médicos em instituições de ensino brasileiras.

“Temos que buscar políticas públicas que fortaleçam nosso sistema para não precisarmos recorrer a outros profissionais”, disse a gestora.

Denise considera que o atual sistema público de saúde necessita da ação emergencial do Mais Médicos, mesmos sendo estrangeiros os contratados. “O programa veio para preencher as lacunas, principalmente as cidades do interior onde há dificuldades de atrair os profissionais. Precisamos fortalecer a atenção básica para não sobrecarregar as emergências dos hospitais”, completou.

Feira de Santana recebeu 12 médicos do programa federal, sendo nove cubanos, uma mexicana e dois brasileiros. “Já estamos realizando as ações do programa e esperamos assistir os pacientes com os nossos profissionais”, disse Denise.

Os médicos contratados estão distribuídos em Unidades Básicas de Saúde de bairros e localidades como Asa Branca, Jussara, Jaguara, Papagaio e Galhardo.

Quanto às dúvidas e polêmicas a respeito da competência técnica dos médicos, a secretária diz que confia no bom resultado da assistência prestada aos pacientes. “Vamos acompanhar rigorosamente para termos uma assistência de qualidade. São profissionais que já atuam em fronteiras e sabe lidar com a comunidade. Prefiro acreditar que tudo vai dar certo”, afirmou Denise.

Kleiton Costa

Whatsapp
Google+
Versão Clássica