Programa De Olho na Cidade

Desorganização tem afastado empresas e clientes do centro

Os reflexos da falta de organização do centro da cidade já têm sido percebidos pelo Sindicato do Comércio de Feira de Santana (SIMCOMFS). A dificuldade de locomoção dos clientes, provocada pelo grande número de barracas e carros de mão do comércio informal, é apontada pelos lojistas como a o principal problema.
 
Segundo o presidente do Sindicato do Comércio, José Carlos Moraes Lima, as dificuldades na acessibilidade dos clientes ao centro estão gerando prejuízo às empresas. “Empresas que não estão satisfeitas estão criando filiais ou se mudando para outros pontos da Avenida Getúlio Vargas pela dificuldade de locomoção das pessoas”, relata.
 
As soluções propostas pelo Pacto de Feira, lançado no início do ano pela prefeitura, estão demorando a chegar, na opinião de José Carlos. “A ‘coisa’ não andou até agora e estamos encontrando dificuldade. As empresas do centro estão sempre reclamando. Sei que isso será resolvido, mas precisamos de uma solução urgente”, disse o presidente do sindicato.
 
As entidades que representam os empresários da cidade cobram, como forma de organizar o centro da cidade, a construção de um camelódromo e a transferência de comerciantes de frutas e verduras para o Centro de Abastecimento.

Kleiton Costa

Whatsapp
Google+
Versão Clássica