Programa De Olho na Cidade

Em tempos de correria, presença dos pais é o maior presente para os filhos

Os meios escolhidos pelos pais para tentar recuperar o tempo perdido na criação dos filhos pode ter reflexos negativos na formação do caráter dos futuros adultos. Em tempos de corre-corre, é cada vez mais necessário equilibrar trabalho e presença no meio familiar.

Na opinião do Diácono João Carlos Ferreira, a principal dificuldade dos pais diante da falta de tempo para os filhos está na educação de princípios e valores. “Muitas vezes se coloca esse papel na mão de professores e na verdade quem deve estar presente na vida dos seus filhos, preenchendo essa lacuna, são os pais”, disse.

Diácono João Carlos Ferreira

Um grande risco provocado por essa ausência é a atitude de compensação. O diácono avalia que nessa “Lei da Compensação” os pais abrem mão de seu papel de dar limites e estabelecer regras, situações que não terá bons efeitos na formação do caráter dos filhos.

O psicanalista Dr Edy ressalta que a presença dos pais na família precisa ser acompanhada de rotinas produtivas.  “O melhor presente é a presença com qualidade, com educação emocional. O problema é que muitos não se prepararam para ser pais e herdaram isso de seus pais”. 

Psicanalista Dr Ed, em entrevista ao Jornal do Meio Dia (Princesa FM)

Whatsapp
Google+
Versão Clássica