Programa De Olho na Cidade

Governo prepara MP para incentivar produção e estocagem de etanol

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, disse nesta quarta-feira (27) que o governo está preparando uma medida provisória para incentivar o aumento da produção e a estocagem de etanol no país.

De acordo com Lobão, serão colocadas à disposição dos produtores de etanol linhas de crédito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e do Banco do Brasil, com taxas de juros mais baixas que as praticadas no mercado.

Lobão disse que a medida provisória deve ser encaminhada para votação no Congresso em dez dias. O objetivo do governo é aumentar a oferta do combustível e reduzir o seu preço para o consumidor.

O ministro afirmou ainda que, nos próximos três anos, a Petrobras vai investir US$ 4,1 bilhões na produção de etanol. Segundo ele, o objetivo é que a Petrobras passe de 5% para 12% de participação na produção do combustível.

Mistura
O governo federal decidiu não reduzir, neste momento, o percentual de mistura de etanol na gasolina que é vendida aos consumidores.

A medida estava sendo estudada por conta do aumento do preço do etanol nos últimos meses, que estava impactando no valor da gasolina. E também por conta da oferta do produto, que não vem acompanhando o aumento da demanda nos postos.

Entretanto, a redução da mistura levaria o país a importar mais gasolina, que as refinarias nacionais estão produzindo no limite. Hoje, é acrescentado à gasolina 25% de etanol.

“Chegamos à conclusão que as medidas que estão sendo tomadas fizeram com que o mercado ficasse estável. Não desabastecimento de etanol nem de gasolina”, disse Lobão.

De acordo com ele, a mistura voltará a ser discutida em 30 dias, quando então o governo vai analisar o mercado de combustíveis novamente e decidirá se altera a mistura.

Whatsapp
Google+
Versão Clássica