Programa De Olho na Cidade

Importação já provoca desemprego na indústria nacional, diz presidente de central sindical

A importação de produtos está causando desemprego na indústria brasileira. Segundo o deputado federal Paulo Pereira, o Paulinho (PDT-SP), presidente da Força Sindical, essa é uma das preocupações que será manifestada hoje (1º) durante a reunião na qual será apresentada a Política de de Desenvolvimento da Competitividade (PDC), no Palácio do Planalto.

“Só no ano passado, a indústria perdeu 58 mil empregos [por causa da competição com os importados]. Essa questão [da importação] é muito grave e queremos que o governo enfrente isso”, disse Paulinho.

A reunião terá a participação de representantes de centrais sindicais e sindicatos, do ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, e do secretário-geral da Presidência da República, ministro Gilberto Carvalho.

Segundo Paulinho, medidas como a desoneração de impostos e as relacionadas ao câmbio não são suficientes para conter o aumento da importação. “O governo poderia adotar um índice de nacionalização de produtos, de 70%”, assinalou. “Assim, uma televisão, por exemplo, teria que ter 70% de componentes nacionais e um carro, 70% das peças produzidas no Brasil.”

Na semana passada, cinco das seis centrais sindicais anunciaram que não participariam da reunião de apresentação da PDC, mas voltaram atrás. Isso porque o governo resolveu fazer a reunião um dia antes da apresentação oficial, marcada para amanhã (2). Inicialmente, a apresentação da política para as centrais estava marcada para o mesmo dia do anuncio oficial.

A nova política industrial tem como principais pontos aumentar os incentivos na área de inovação e medidas para melhorar a competitividade da indústria.

Whatsapp
Google+
Versão Clássica