Programa De Olho na Cidade

Com facilidade de financiamento, condomínios investem em tecnologia no sistema de segurança

A segurança de um ambiente residencial sempre é o primeiro critério avaliativo de quem deseja comprar um imóvel. Durante o Jornal do Meio Dia, o tema foi discutido com Evandro Barbosa, da Nordeste Portarias, que apontou as novas tecnologias no quesito segurança de condomínios. 
 
“Cada dia mais esse setor tem se desenvolvido e trazendo novos sistemas para melhoria, principalmente agora com a covid, em que o contato é cada vez menor”, diz. 
 
Ele também elencou que as apostas para 2021 são grandes para o setor. “O sistema de identificação, controle de acesso altamente seguro, onde o visitante ou morador aponta o rosto previamente cadastrado e já tem o acesso liberado. O acesso também via QR Code, que também está sendo mais usado por visitantes e prestadores de serviço”, revela.
 
Sobre a identificação facial, ele ainda explica como o sistema de adequa as possíveis realidades. “Em entrada de condomínios e empresas, controle de acesso interno, de salas, onde se utilizava o digital que precisava de senha, o facial vem para substituir o toque. É um sistema robusto e bem avançado”, relata.
 
Investimento
 
De acordo com Evandro, hoje está fácil ter esse item em condomínios. “É muito acessível se hoje estiver utilizando nosso serviço, a instalação você não paga. Vem um combo de equipamentos onde o facial está incluindo, é um comodato e o custo praticamente não existe. Somente a mensalidade. Se você tirou a portaria, você já começa a economizar no mês seguinte”, diz. 
 
Ele também salientou que Feira de Santana já tem aderido a essas novas tecnologias. Com a pandemia esse tipo de sistema tem sido utilizado numa escala maior por dois motivos. A diminuição dos recursos e a questão do toque.
Whatsapp
Google+
Versão Clássica